COLUNAS / Nutrindo Você


  •    
  • ENVIAR PARA UM AMIGO
    • Enviar
       

Alimentação saudável: pilar da longevidade


Bons hábitos alimentares devem ser a base de uma vida saudável, mas isto não significa que devemos deixar de lado as comidas que mais gostamos. Portanto, a escolha do alimento e as suas quantidades ideais associado a atividade física resultarão em um corpo e uma mente saudável, cheio de vitalidade e energia, além de maior resistência a algumas doenças.

 
Pessoas que diminuem drasticamente a ingestão de alimentos objetivando a perda de peso podem ter como consequências: fraqueza, obstipação intestinal (intestino preso), queda de cabelos, unhas quebradiças, pele seca, náuseas, diarreias, edema (inchaço), sem falar da irritabilidade, ansiedade e sensação de insatisfação constante nesse processo, o que não é nada legal!
 
 
Você deve ouvir falar ‘a torto e a direito’ sobre os benefícios que uma alimentação saudável faz para cada um de nós, mas quero te mostrar que não se trata apenas de uma questão de controlar ou perder uns quilinhos, mas que tem tudo a ver com a sua vida, o seu cotidiano e coisas que influenciam o seu comportamento desde a hora que você acorda. Exatamente! Tá curioso, hein? Vou te contar tudo direitinho e nos mínimos detalhes. Acompanhe!
 
HUMOR: Quer coisa melhor que estar de bem consigo mesmo e com as pessoas ao seu redor? A alimentação pode te dar uma ‘mãozona’ nisso! Estudos realizados mostram que uma mudança na dieta ameniza sintomas de doenças mentais e identifica alguns alimentos que melhoram o humor. Entre eles estão a água, verduras, frutas e peixes.
 
PRAZER: Deixe de lado aquela história de se culpar por ter comido um docinho ou algo que goste durante o dia. Isso não deve ser um martírio! Permita-se experimentar novas combinações de alimentos e você vai redescobrir o prazer em se alimentar, com pratos coloridos, nutritivos e saudáveis, deixando de lado o famoso peso na consciência.
 
SAÚDE: Está aqui um grande motivo para você se alimentar bem! Uma alimentação saudável é capaz de reduzir o risco de doenças com alta prevalência nos tempos de hoje: câncer, diabetes, hipertensão, doenças cardíacas, obesidade, desnutrição ou fome oculta, transtornos alimentares como anorexia e bulimia e algumas alterações psicológicas. Suponho que você não queira que nenhum desses fantasmas assombre a sua vida, não é mesmo? Então, comece hoje mesmo a rever os seus hábitos!
 
ENERGIA: Em função dos dias corridos e exaustivos que vivemos, ter disposição para as atividades é fundamental e o cansaço pode ser atenuado por meio da ingestão correta de certos nutrientes. Carboidratos e gorduras, na dose certa por exemplo, não oferecerem risco à sua saúde e são os pilares energéticos do seu corpo para aguentar o ‘tranco’. Saber como dosá-los lhe dará a sustentação que tanto precisa.
 
EM PAZ COM A BALANÇA: Uma consequência de uma alimentação balanceada e equilibrada é a normalização do peso corporal. Através da reeducação alimentar é possível eliminar quilos indesejados ou ganhá-los, conforme a sua necessidade. Se você tem pavor de uma balança, é quase certeza que sua alimentação também está pavorosa! Alimentar-se bem vai deixar sua consciência mais tranquila e os ponteiros passarão de vilões a amigos, num piscar de olhos.
 
ALIMENTOS PROIBIDOS: É um grande mito! Na realidade, para uma pessoa saudável não existem alimentos proibidos. Até para pessoas que precisam de controle alimentar, como os diabéticos, o consumo moderado de açúcar e acompanhado por um profissional, é permitido dentro de um plano alimentar saudável. Em certas condições de saúde, é claro, a retirada de um alimento agressor (doença celíaca => glúten) é obrigatório. Porém, para a maioria das pessoas, o que se deve levar em consideração mesmo é a quantidade consumida e não o tipo de alimento ok?
 
EXPECTATIVA DE VIDA: Quem tal aumentar mais alguns anos de vida? Com muita saúde, claro! Pesquisas apontam que a expectativa de vida pode sim ser aumentada quando o nosso prato saudável é mantido durante vários anos. Mulheres acima de 50 anos dieta podem elevar em média, cinco anos a sua expectativa de vida, enquanto os nos homens na mesma faixa etária, podem acrescentar uma média de seis anos à sua expectativa de vida. Redução de até 50% da ingestão calórica diária ao longo dos anos, por exemplo, pode retardar o surgimento de doenças cardiovasculares, diabetes, além de atenuar o envelhecimento e morte celular. Viva a vida!
 
O melhor caminho para hábitos alimentares saudáveis é realizar uma reeducação alimentar com auxílio de um nutricionista e sem aderir a dietas que por vezes são consideradas “mágicas e mirabolantes”. Lembrando que o nutricionista é o único profissional capacitado para fazer uma avaliação individualizada e recomendar a dieta ideal para cada caso.
 
Faça exames periódicos, acompanhe sua saúde e cuidados com um médico de confiança, trace metas na busca de hábitos saudáveis, tenha persistência e responsabilidade e perceba que os resultados poderão ser notados a cada dia e à medida que os anos se passam. Siga em frente e tenha orgulho do que já foi alcançado!
 
Alimentação saudável: faça dela o seu hábito diário!
 
Um abraço.
 
Nutr. Francielli Ferreira Chaves
Araguari - MG
franciellichavesnutri@hotmail.com



Voltar

Vídeos

Seu navegador não suporta o vídeo.


Ministério de Saúde recomenda consumir peixe duas vezes por semana

Carregando...

Por: Webradio - Ministério da Saúde


Pesquisa aponta aumento no número de brasileiros obesos

Carregando...

Por: Nutricionista Katia Cardoso


Cirurgia bariátrica: Comer pouco e adequadamente é uma obrigação

Carregando...

Por: Webradio - Ministério da Saúde


Guaraná facilita a capacidade de concentração e raciocínio

Carregando...

Por: Nutricionista Israel Adolfo